Utilize este identificador para referenciar este registo: http://www.repositorio.uem.mz/handle/123456789/460
Título: Análise do papel das organizações não governamentais (ONG) no desenvolvimento das comunidades locais das cidades da Beira e Dondo
Autores: Lemia, Valeriana da Inocência Rufino
Palavras-chave: Organizações Não Governamentais
Desenvolvimento das comunidades
HIV/SIDA
Data: 2018
Editora: Universidade Eduardo Mondlane
Resumo: O presente estudo é qualitativo cujo objectivo principal é de analisar o papel das Organizações Não Governamentais (ONG) no desenvolvimento das comunidades locais das Cidades da Beira e Dondo (Moçambique), no período compreendido entre 2006 e 2016. Este estudo pretende perceber o contributo das ONG na área de prevenção e mitigação do Vírus de Imuno-Deficiência Humana e Síndrome de Imunodeficiência Adquirida no desenvolvimento das comunidades locais. Tem como objectivos específicos:(a) identificar as actividades desenvolvidas pelas ONG nas comunidades onde estão inseridas na Província de Sofala; (b) descrever de que forma as ONG desenvolvem as suas actividades nas comunidades onde estão inseridas; (c) avaliar as mudanças ocorridas no seio das comunidades resultantes da intervenção das ONG. Para a recolha de dados conduzimos entrevistas semi-estruturadas. Neste contexto foram seleccionadas cinco (5) Organizações Não Governamentais, sendo quatro (4) da cidade da Beira e uma (1) na cidade do Dondo. Foram entrevistadas quarenta e sete (47) pessoas, nomeadamente a coordenadora do Núcleo Provincial de Combate ao SIDA (NPCS) na Província de Sofala, cinco (5) gestores de ONG, seis (6) líderes comunitários e trinta e cinco (35) beneficiários das actividades desenvolvidas pelas ONG, sendo trinta (30) do sexo feminino e dezassete (17) do sexo masculino, de idades compreendidas entre os dezoito (18) e cinquenta e nove (59) anos de idade. Este estudo baseia-se na teoria de Desenvolvimento como Liberdade de Amartya Sen, como crítica à perspectiva económica que define que o desenvolvimento é mensurável através do Produto Interno Bruto (PIB), afirmando que a liberdade é o meio e o fim do desenvolvimento. Analisando as actividades destas Organizações foi possível aferir que estas ONG contribuem para melhorar o estado de saúde das comunidades onde intervém, possibilitando que as pessoas infectadas e afectadas voltem a desempenhar actividades produtivas. Conclui-se ainda que as mesmas contribuem para o desenvolvimento das comunidades através de sensibilização para mudança de atitudes e melhoria de qualidade de vida das populações.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Sociologia Rural e Gestão de Desenvolvimento
URI: http://www.repositorio.uem.mz/handle/123456789/460
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2018 - Lemia, Valeriana da Inocência Rufino.pdf487.42 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.